Imagem de destaque SUSTENTABILIDADE COLETA SELETIVA DE RESÍDUOS SÓLIDOS PORTA A PORTA-ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA DE MORADORES DO BAIRRO GUARUJÁ

SUSTENTABILIDADE COLETA SELETIVA DE RESÍDUOS SÓLIDOS PORTA A PORTA-ASSOCIAÇÃO COMUNITÁRIA DE MORADORES DO BAIRRO GUARUJÁ


DADOS CADASTRAIS

NOME DA ENTIDADE: Associação Comunitária de Moradores do Bairro Guarujá

CNPJ: 18.458.987/0001-72

IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO

NOME DO PROJETO: Sustentabilidade- Coleta seletiva de resíduos sólidos porta a porta.

PRAZO DE EXECUÇÃO: 08 meses

PÚBLICO ALVO: Moradores do bairro Guarujá, Todos Santos II e adjacentes, crianças e adolescentes de escolaspúblicas, bem como mulheres dos conjuntos habitacionais de Montes Claros.

ÁREA DE ABRANGÊNCIA:

O Projeto Guarujá Ambiental com Coleta Seletiva porta a porta vem sendo desenvolvido desde o ano de 2018 no bairro Guarujá e também com o direcionamento de algumas oficinas de fabricação de sabão sustentável e educação ambiental para mulheres nos conjuntos habitacionais Recanto das Águas, Monte Sião, Minas Gerais e Clarice Ataíde através da parceria entre Secretaria de Meio Ambiente, CODEMA, faculdades e empresas parceiras. A ideia do Projeto é de continuar com as ações de sensibilização no bairro Guarujá, nas escolas, nos conjuntos habitacionais e também estender o projeto ao bairro Todos os Santos II e adjacentes, haja vista a necessidade de sensibilizar os moradores desses bairros quanto a importância do descarte correto do lixo e da coleta seletiva porta a porta.

O bairro Guarujá fica localizado na zona leste de Montes Claros e tem como seu cartão postal a Lagoa do Interlagos. É cercada por bares, pizzarias e supermercado, sendo um ponto turístico da cidade.  A situação do lixo ao redor da lagoa chamou a atenção da Associação do bairro Guarujá para a construção de um projeto de sensibilização dos moradores e principalmente dos comerciantes do entorno da lagoa, quanto ao descarte correto do lixo. Contudo, não bastava apenas informar e sensibilizar e sim chamar a atenção de toda a comunidade para agir, separando seu “lixo” de forma correta e direcionando os resíduos sólidos para a coleta seletiva porta a porta realizada pelos catadores de materiais recicláveis aos quais chamamos de agentes sustentáveis.

Os conjuntos habitacionais Minas Gerais, Monte Sião, Recanto das Águas e o bairro Clarice Ataíde ficam localizados na região nordeste de Montes Claros. São bairros que apresentam grandes índices de vulnerabilidades sociais e que carecem de estruturas básicas de saúde, esporte, lazer e cultura. São locais em que o Projeto Ambiental Guarujá também já vem atuando através dos cursos de fabricação de sabão sustentável, como forma dereciclar o óleo de cozinha usado, óleo este, que descartado de forma incorreta tem como consequência a poluição dos rios. Observamos nestes territórios a multiplicação do que aprenderam em suas casas, além do desenvolvimento de renda. Outro ponto importante nesta área de abrangência é a mudança que vem acontecendo na realidade nos conjuntos Minas Gerais e Monte Sião, através da parceria com a Secretaria de Meio Ambiente com a construção e melhoria de espaços públicos de lazer e arborização que melhorará de forma significativa a vida de crianças e adolescentes que treinavam em espaços totalmente inadequados. Através deste projeto muitas mulheres dos conjuntos poderão aprender ainda mais através das oficinas a transformar o que seria “lixo” em artesanatos e o óleo que seria descartado de forma incorreta, transformado em sabão sustentável.

Outro possível território de abrangência será o bairro Todos os Santos II e adjacentes identificados como bairros que possuem grandes quantidades de descarte de lixo e que foi sinalizado pela equipe e voluntários do projeto como um território importante para o desenvolvimento do trabalho. O bairro Todos Santos II fica localizado na região centralsituado entre os bairros Todos os Santos e Barcelona Park.

JUSTIFICATIVA:

Através do chamamento público de 2018 do CODEMA, o projeto Guarujá Ambiental de coleta seletiva porta a porta vem desenvolvendo no bairro Guarujá e nos conjuntos habitacionais uma nova maneira de trabalhar a questão ambiental e a redução do descarte incorreto do lixo. Através da sensibilização porta a porta juntamente com a entrega de cartilha informativa, fez com que moradores começassem a mudar suas atitudes quanto ao descarte correto do lixo. Por meio do trabalho, a comunidade começou a entender que resíduos sólidos quando descartados de forma incorreta se tornam lixo, lixo este que, dispensados de forma errônea tem como destino os aterros sanitários ou ate mesmo o meio ambiente. Hoje, muitos moradores do bairro Guarujá já começaram a separar seu lixo, onde por meio da coleta seletiva porta a porta os agentes sustentáveis recolhem tudo aquilo que é reciclável como garrafas pet, plásticos, latinhas de alumínio, vidros, papel e papelão. Tais materiais deixam de ser lixo e passam a gerar renda para os agentes sustentáveis, além de contribuir para sustentabilidade socioambiental da cidade. De acordo com uma pesquisa realizada junto aos catadores do bairro por semana são recolhidos cerca de 300 kg de resíduos sólidos. Imaginem quantas árvores estamos poupando reciclando o papel, de cada plástico reciclado, quanto de petróleo estamos economizando. Se pensarmos bem a incineração de 10 mil toneladas de lixo cria um emprego. O aterramento sanitário gera pouco mais de seis novas ocupações e já a reciclagem proporciona a geração de renda para mais de 30 pessoas pensando nessas mesmas 10 mil toneladas. Já nos conjuntos habitacionais estamos desenvolvendo através das oficinas, a educação ambiental já voltada para o desenvolvimento da renda através da fabricação de sabão sustentável, além de termos o objetivo caso a proposta seja aprovada de desenvolver várias oficinas de artesanatos utilizando-se da reutilização de vidros papeis, garrafas pet, latas e embalagens, onde o “lixo” se tornará luxo.

Entretanto, no bairroTodos Santos II e adjacentes, terá uma primeira atuação do projeto, o trabalho será iniciado através de um diagnóstico para identificar como está o pensamento dos moradores e qual o nível de entendimento quanto a coleta seletiva de lixo. Sabemos que assim como o bairro Guarujá, o Todos Santos II e adjacentes tem aumentado a sua população de forma intensa nos últimos anos. Junto com o aumento da população vem a necessidade de organização e os anseios de melhoria da qualidade de vida, mas também, intensifica os problemas ambientais.

Nesse contexto, surge à questão dos resíduos sólidos (lixo) como uma das mais sérias ameaças ao planeta. Estima-se que cada ser humano produz em média 0,5kg a 1,5kg (em função do poder aquisitivo de cada indivíduo) de lixo diariamente. De acordo com estudos em média cada brasileiro descarta 1 kg de resíduos por dia, são cerca de mais de 200 mil toneladas diárias de resíduos e dessas mais da metade vai parar em aterros sanitários. De acordo com uma matéria do Jornal Hoje publicada em 2015 cerca de 30% dos resíduos sólidos no Brasil poderiam ser reciclados, mas somente 1,8% acabam tendo esse fim.

A coleta seletiva é um forte instrumento para a preservação ambiental uma vez que reduz a pressão dos recursos naturais como matéria prima já que o material extraído é reaproveitado. Ainda, os resíduos que seriam liberados nos lixões, terrenos baldios ou até mesmo chegar a Lagoa do Interlagos e ali permanecendo por muitos anos contaminando água, solo e ar são direcionados para formas de utilização sustentável. Porém, a coleta seletiva vai muito mais além das questões ambientais já que antes de mais nada é um projeto de Educação ambiental. Este programa prevê uma mudança de atitude de toda a população, mudando conceitos errôneos enraizados na cultura das pessoas. Além disso, este mecanismo é uma fonte de inclusão social de muitos moradores de baixa renda e em situação de risco social contribuindo para a erradicação da fome de muitas famílias e fortalecendo a economia local. Pode-se citar ainda, mesmo que de forma secundária, a redução dos índices de violência no bairro e região, pois, percentagem significativa destes dados são resultados da exclusão social.

A lei de gestão de resíduos sólidos (Lei 12305/10) nomeia a obrigação do município de desenvolver Programas de Gestão de Resíduos sólidos. Esta proposta está de acordo com a legislação atendendo uma série de demandas legislativas, por exemplo: Atendendo o Artigo 19 existe aqui a proposta de realizar Diagnóstico da situação dos resíduos sólidos gerados no respectivo território ; Implantar programas e ações de educação ambiental que promovam a geração, redução, a reutilização e a reciclagem dos resíduos sólidos (Parágrafo X); Desenvolver mecanismos para a criação de fontes de negócios, empregos e renda mediante valorização dos resíduos sólidos (Parágrafo XII) entre outros. E ainda, sabendo que serão priorizados os acessos aos recursos da União aqueles municípios que implantar a Coleta Seletiva com participação de cooperativas ou outras formas de associação (Art. 18, Parágrafo II). Por isso, este projeto tem como pretensão contribuir para melhoria da qualidade de vida, servir como um Plano Piloto para que a Coleta seletiva seja implantada em outros bairros ou em todo o município. Assim, este plano de ação contribuirá ainda mais com o orçamento municipal além de proporcionar melhoria na qualidade de vida dos moradores, geração de renda e contribuir para a economia de recursos naturais, energia e água.

OBJETIVOS DO PROJETO:

Objetivo Geral:

Desenvolver ações de educação ambiental, melhoria da qualidade de vida, além de proporcionar a geração de renda através da coleta seletiva porta a porta, bem como a confecção de artesanatos e reutilização do óleo de cozinha para fabricação de sabão sustentável direcionados aos moradores do bairro Guarujá, Todos Santos II e adjacentes, mulheres dos conjuntos habitacionais e crianças/adolescentes de escolas públicas.

Objetivos Específicos :

Realizar um diagnóstico ambiental com moradores do bairro Todos os Santos II e Adjacentes que servirá de respaldo para elaboração do plano de educação ambiental deste território;

Desenvolver um Plano de Educação Ambiental para o bairro Todos Santos II e adjacentes e continuar trabalhando o plano anterior do bairro Guarujá;

Continuar estimulando a separação correta, dos moradores do bairro Guarujá, quanto aos resíduos gerados em casa e entregá-los de forma separada aos agentes ambientais nos dias pré- estabelecidos, bem como iniciar a sensibilização dos moradores do bairro Todos Santos II e adjacente

Capacitar moradores do território, que vivem em situação de vulnerabilidade social e que tenham interesse de realizar o trabalho de coleta, separação e destinação ambientalmente correta dos resíduos sólidos gerados e disponibilizados pelos moradores dos bairros de atuação com o objetivo de geração de renda e de responsabilidade socioambiental;

Desenvolver palestras de educação ambiental em escolas com crianças e adolescentes, mulheres dos conjuntos habitacionais, moradores do bairro Todos os Santos e adjacentes;

Realizar a coleta de óleos de cozinha para fabricação de sabão artesanal sustentável para distribuir entre os moradores, como alternativa de motivação na participação do projeto;

Proporcionar oficinas de artesanatos com materiais recicláveis e de sabão artesanal feito através do óleo de cozinha usado como forma de geração de renda;

Realizar feiras sustentáveis com o objetivo de comercialização do que for produzido, bem como propiciar troca de saberes e interação social nas comunidades a serem realizadas;

CRONOGRAMA DE EXECUÇÃO

 

META

ESPECIFICAÇÃO DA META

Etapa/fase

INDICADORES FÍSICO:

MEIOS DE VERIFICAÇÃO

DURAÇÃO

UND

Quant.

  Início

Término

Realizar diagnóstico ambiental com moradores do bairro Todos os Santos II e Adjacentes

O diagnóstico ambiental permitirá que as etapas seguintes do projeto sejam específicas a realidade do bairro

 

Etapa 01:

- Elaboração do questionário ambiental.

-Aplicar o questionário com a 50% dos moradores. Estes serão definidos por amostragem.

Mês

01

Questionários

junho/2019

Junho/2019

Etapa 02:

-Analisar os resultados do diagnóstico.

-Confeccionar um relatório com os resultados do diagnóstico e apresentar aos moradores.

Semanas

03

Planilhas e Gráficos

Junho/2019

Junho/2019

Desenvolver um Plano de Educação Ambiental para o bairro Todos os Santos II e adjacentes.

O plano de educação ambiental é etapa fundamental para o desenvolvimento do projeto.

Etapa 01:

Reuniões com grupos específicos de moradores (Ex. mulheres, crianças, adolescentes, catadores de materiais recicláveis do território...).

-Visitas nas residências

 

Meses

11

Fotografias

-Lista de presença

 

Junho/2019

Março/ 2020

Etapa 02:

-Palestras

-Oficinas

-Cursos

-Gincanas em escolas

-Amostras de fotografias

-Feiras sustentáveis

Meses

11

Fotografias

-Lista de presença

 

Junho/2019

Março/ 2020

Continuar estimulando a separação correta dos resíduos sólidos dos moradores do Guarujá, bem como iniciar a sensibilização dos moradores do bairro Todos Santos II e adjacentes;

- Realizar a coleta de óleos de cozinha para fabricação de sabão artesanal sustentável para distribuir entre os moradores, como alternativa de motivação na participação do projeto;

A sensibilização dos moradores porta a porta acarretará uma mudança de pensamento no que se refere a separação correta dos resíduos sólidos e da reutilização do óleo de cozinha na fabricação de sabão, fazendo com que o trabalho dos catadores seja facilitado.

Etapa 01

- Acompanhar as famílias do bairro Guarujá e continuar  a coleta de óleo de cozinha, implantar mais (1 ) lixeiras no bairro e continuar a plantação de mudas.

Meses

10

-Fotografias

-Lista de presença das visitas

Maio/2019

Abril/ 2020

Etapa 02

- Iniciar o trabalho de sensibilização porta a porta no bairro Todos os Santos II e Adjacentes através da entrega das cartilhas informativas e explicação dos dias de coleta.

 

- Coletar os óleos de cozinha usados, para fabricação de sabão sustentável artesanal nas oficinas.

 

Meses

02

-Fotografias

-Lista de presença das visitas

Junho/2019

Abril/2020

-Continuar estimulando a separação correta dos resíduos sólidos dos moradores do Guarujá, bem como iniciar a sensibilização dos moradores do bairro Todos Santos II e adjacentes;

 

- Realizar a coleta de óleos de cozinha para fabricação de sabão artesanal sustentável para distribuir entre os moradores, como alternativa de motivação na participação do projeto;

 

A sensibilização dos moradores porta a portaacarretará uma mudança de pensamento no que se refere a separação correta dos resíduos sólidos e da reutilização do óleo de cozinha na fabricação de sabão, fazendo com que o trabalho dos catadores seja facilitado.

Etapa 01

- Acompanhar as famílias do bairro Guarujá

 

Meses

10

-Fotografias

-Lista de presença das visitas

Junho/2019

Abril/ 2020

Etapa 02

- Iniciar o trabalho de sensibilização porta a porta no bairro Todos os Santos e Adjacentes através da entrega das cartilhas informativas e explicação dos dias de coleta.

 

- Coletar os óleos de cozinha usados, para fabricação de sabão sustentável artesanal nas oficinas.

Meses

02

-Fotografias

-Lista de presença das visitas

Junho/2019

Abril/2020

Iniciar a coleta seletiva porta a porta no bairro Todos os Santos II e adjacentes;

 

 

 

Etapa 01

-Separação dos resíduos secos gerados nas residências.

Semanais

O4

-Planilha de coleta dos agentes ambientais.

 

Junho/2019

Abril/2020

Etapa 02

- Entrega dos resíduos separados aos agentes ambientais nos dias preestabelecidos.

Semanais

04

-Preenchimento de planilha da quantidade de resíduos coletados;

-Fotografias

 

 

Desenvolver palestras de educação ambiental em escolas com crianças / adolescentes, mulheres dos conjuntos habitacionais, moradores do bairro Todos os Santos e adjacentes

As palestras têm por objetivo despertar no público alvo a importância do descarte correto do lixo e a preservação do meio ambiente.

Etapa 01:

- Firmar parcerias com órgãos e ambientalistas para com experiência na educação ambiental;

 

- Visitar escolas e formar parcerias para desenvolvimento das palestras

 

Mês

01

- Fotografias

- Lista de Presença

 

Julho/2019

Agosto/2019

Etapa 02:

 

Desenvolvimento do circuito de palestras para escolas;

Meses

03

-Lista de Presença

-Fotografias

Setembro/2019

Novembro/2019

Capacitar moradores que tenham interesse em trabalhar com a coleta seletiva

Os agentes sustentáveis são os atores mais importantes para o desenvolvimento do projeto. A capacitação se faz necessário para que eles sejam informados quanto ao projeto, sua importância e o desenvolvimento das atividades de forma correta e protegida.

Etapa 01

- Realizar uma chamada pública a todos os interessados.

 

-Identificar moradores que queira trabalhar com a coleta seletiva

 

-Fazer uma apresentação formal a comunidade dos agentes ambientais.

 

 

Mês

01

-Cadastro dos agentes ambientais do bairro Guarujá

- Planilha de trabalho

Julho/2019

Julho/2019

Etapa 02

- Capacitar os possíveis agentes ambientais quanto o objetivo do projeto;

 

-Definir rotina de trabalho;

 

-Fornecer aos agentes Uniformes, EPIs, e instrumento de trabalho;

 

- Acompanhar os trabalhos de coleta dos agentes sustentáveis

Meses

09

- Relatório da contabilidade dos agentes.

 

- Pesquisa com os agente sustentáveis sobre a satisfação no desenvolvimento da renda.

 

- Pesquisa de satisfação com os moradores sobre a atuação dos agentes ambientais

Julho/2019

Abril/2020

Proporcionar oficinas de arte/educação com materiais recicláveis e de sabão artesanal com o objetivo de geração de renda.

 

As oficinas com materiais recicláveis terá como objetivo envolver mulheres da comunidade, além de estimular  práticas sustentáveis dando a elas oportunidades desenvolvimento de renda.

 

 

 

 

 

Etapa 01

 

-Realizar palestras, discursões e reflexões quanto a situação do lixo na comunidade;

 

-Realizar oficinas de fabricação de artesanatos com materiais recicláveis;

Quinzenais

16

-Fotografias

- Lista de Presença

Junho/2019

Fevereiro/2020

Etapa 02

 

- Oficina de fabricação de sabão sustentável;

 

 

Mensais

08

-Lista de fotografias

-Lista de presença

Junho/2019

Fevereiro/2020

Realizar feiras sustentáveis de comercialização e geração de renda;

As feiras sustentáveis terá como objetivo gerar renda, inclusão social e econômica, além de fortalecer momentos de interação e lazer na comunidade.

Etapa 01

 

-Organizar os produtos gerados nas oficinas para comercialização;

 

-Identificar na comunidade pessoas que queiram comercializar seus produtos;

Trimestrais

03

- Lista de presença- Fotografias-

Agosto/2019

Fevereiro/2020

Etapa 02

- Listagem de todos produtos a serem comercializados na feira;

- Levantamento de todas as vendas realizadas nas feiras;

Trimestrais

03

- Lista de presença

- Fotografias

-

Agosto/2019

Fevereiro/2020

 

TERMO DE FOMENTO 100/2019

 

 

Brasão Marco Regulatorio
É assim, com honestidade e trabalho, que a cidade voltou a funcionar!

Av. Cula Mangabeira, 211 - Centro - CEP: 39.401-002 | Montes Claros - MG-Brasil